segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Palavras...Tantas Palavras

                               



PALAVRAS... TANTAS PALAVRAS



  I                                                                   VIII

 Palavras que tocam fundo,                       Palavras curtas compridas
 Palavras com sentimento                         Palavras de tanto afeto                           
 Tantas, tantas, neste mundo                   Algumas, não têm peso, medida
 E quantas sem fundamento.                    Nunca terão rumo certo.

 II                                                                  IX

 Palavras de muito amor                            Palavras há, sem sentido
 Palavras de muita esperança                   Palavras sem expressão
 Umas de frio, sem calor                            Não soam bem ao ouvido
 Sem terem paz, aliança.                            Não tocam no coração.
                                    
 III                                                                 X        

 Palavras a doce criança                           Palavras boas, ou más
São lindas no dia-a-dia                              Palavras com certo medo
São ternas, têm bonança                          Que dizem... sabe se lá!             
Têm amor-harmonia.                                 Ao ouvido, em segredo.
                                                             
  IV                                                                 XI     
                   
Palavras com coração                               Palavras apaixonadas
Palavras fundamentais                             São palavras cativantes
Se, com três pedras na mão                     Nos leitos, tão adornadas
Machucam como punhais.                        Expressivas, dos amantes.

  V                                                                 XII

Palavras sem acalento                              Palavras balbuciadas
Nunca, jamais soam bem                         Palavras na meninice
Ouvi-las, é perder tempo                          Muita candura, mimadas
Por dizerem mal de alguém!                    Muito irradiam meiguice.

 VI                                                                XIII

Palavras vãs e sem nexo                          Há aquelas bem sonantes
Remexidas, muito loucas                         Envolventes d’amizade
E quantas cheiram a sexo                        A família bem distante
Referidas por jovens bocas!                    São palavras... de saudade!

VII                                                                XIV

Há palavras que são puras                      Palavras seriam belas
Citadas pra gente amiga                          De um amor que tanto quero
Sinceras, têm alturas                               Há anos espero por elas
Já outras, de pura intriga.                       Mas, jamais eu... Desespero.
 

  

Novembro/2014                                                           José Pais de Moura  

domingo, 23 de novembro de 2014

Dance with me again :) Kizomba - Beach 2014

sábado, 8 de novembro de 2014

Reta Final - Concurso Click Baby - Bernardo Dória

Caro leitor

Peço o seu voto para o Bernardo Dória. Ele é o netinho adorável, simpático, amado e lindo da minha amiga Elaine Dória. 
“Pra votar é simples: Clica no link da foto, quando abrir a página do concurso Click Baby é só curtir a página e esperar a foto do Bernardo Dória aparecer, logo abaixo da foto tem o botão VOTAR, clica nele e finaliza o voto e pronto!
Conto com o seu voto. 

Muito obrigada a todos que puderem ajudar.”

Beijos e abraços!










LinkWithin

Related Posts with Thumbnails